16 de jul de 2014

Apenas

Mesmo que seja apenas, e só apenas, naquela fração de tempo em que seu olhar lança seu corpo em minha direção, você se faz meu.

Na exata duração dos gemidos e enquanto o toque traça o contorno das curvas.

Ali eu tenho o que de mim te entrego em cada segundo.

Tenho tudo do meu nada no ardor... mão, língua, pele, encaixe, boca, tesão, tesão, tesão... perfeição.

Tudo e mais nada a pedir nem a esperar.


(Originalmente: 10/09/10)

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :